COMAD comemora a instalação do anexo de Violência Doméstica e Familiar em Ribeirão Preto

Projeto de Lei beneficia o advogado profissional individual
23 de fevereiro de 2015
Peneirão da OAB – Campeonato Estadual de Futebol de Campo
2 de março de 2015

COMAD comemora a instalação do anexo de Violência Doméstica e Familiar em Ribeirão Preto

comadA Comissão da Mulher Advogada (COMAD), comemora sua mais recente conquista

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) anunciou, para o próximo dia 10, a instalação do anexo de Violência Doméstica e Familiar em Ribeirão Preto.
Ainda em meados de Julho de 2013, a coordenadora da Comissão da Mulher Advogada (COMAD), Luciana Grandini Remolli juntamente com lideranças dos movimentos em defesa da mulher solicitou a instalação de uma vara especializada em violência contra a mulher, em reunião no TJSP com o então presidente desembargador Ivan Sartori.

A reunião com o presidente do TJ deu início a uma mobilização que envolveu o governador do Estado e lideranças políticas como os deputados estaduais Welson Gasparini, Baleia Rossi e Rafael Silva.
Em outubro de 2013, a vereadora Gláucia Berenice, uma das apoiadoras da causa, entregou ao governador Geraldo Alckmin um ofício pedindo apoio, citando os dados da violência contra a mulher em Ribeirão Preto – 2.250 casos anuais em média de violência doméstica, 80% das vítimas são mulheres e a maioria destas se encontram em idade fértil e no apogeu sócio-econômico e cultural.

Uma das lutas da COMAD e motivo de debate é como coibir a violência contra a Mulher, a coordenadora Remolli falou à reportagem sobre os números alarmantes:
O Ipea revelou dados sobre violência contra a mulher, em três anos estima-se mais de 16 mil feminicídios, ou seja, ´mortes de mulheres por conflito de gênero´, especialmente em casos de agressão perpetrada por parceiros íntimos. É um absurdo e motivo de muita preocupação não só para a advocacia e todo judiciário, mas de toda a sociedade”, disse Luciana Remolli.

Os comentários estão encerrados.