Subseção cobra serviços essenciais do Banco do Brasil em meio a greve dos bancários

Balancete Setembro de 2015
9 de outubro de 2015
Subseção emite moção de repúdio pela tentativa de invasão à sessão de desagravo de Ilha Bela
14 de outubro de 2015

Subseção cobra serviços essenciais do Banco do Brasil em meio a greve dos bancários

Na última terça-feira (6) a Subseção enviou ofício à gerência do Banco do Brasil do Fórum Estadual de Ribeirão Preto.  O documento assinado em nome do presidente Domingos Stocco e do diretor Glauco Polachini Gonçalves, representante da Subseção no Fórum, requisita informações a respeito do movimento grevista, sua amplitude e, da mesma forma, reivindica que os serviços essenciais à Advocacia sejam garantidos, principalmente aqueles voltados à formalização do levantamento dos valores depositados e provenientes de ações judiciais.

Destaque do documento: “A interrupção do atendimento diante do movimento grevista que se aproxima causará irreparável prejuízo às partes e Advogados que, além verem-se limitados à prática de atos próprios do Banco, impedidos de procederem ao levantamento dos valores objeto dos depósitos judiciais, que têm caráter alimentar.(…) assim como pleitear que os atendimentos essenciais, como no caso de levantamento de mandados judiciais seja mantido, mesmo que de forma parcial, se este for o caso, evitando que prejuízo alcance as partes e aos Advogados”.

 

bancobrasil2 bancobrasil

Os comentários estão encerrados.